Arquivo da tag: Sabedoria

A sabedoria é um bem maior que o conhecimento

Começo deixando algo claro: não tenho conhecimento de causa pra falar sobre sabedoria. Tive a dádiva de Deus de ter nascido inteligente e, através de muito estudo, tenho uma boa bagagem de conhecimento. Porém, dadas algumas escolhas que fiz e seus resultados (ou falta deles), vejo que não posso ser chamado de sábio. Por mais que só de admitir isso já é um sinal de sabedoria… Quem sabe uma sabedoria adquirida ao longo do tempo, num longo processo que não ocorre da noite para o dia. É evidente que a maioria das pessoas tem alguns sinais de sabedoria, mas daí a ser realmente sábio é um longo caminho.

É muito importante diferenciar conhecimento de sabedoria. Por mais culto que meu pai seja, creio que já devo ter lido mais que ele. Ele sempre destaca que tenho mais conhecimento que ele. Quer saber? Trocaria todo esse conhecimento pela sabedoria que ele tem. E não nos enganemos achando que sabedoria é algo diretamente proporcional à idade. Há muitos tolos de cabelos brancos… Entretanto, o tempo é nosso maior aliado para adquirir sabedoria. Adquirir sim, pois não é algo nato. O escritor de Provérbios diz isso: “É melhor obter sabedoria do que ouro! É melhor obter entendimento do que prata!” ou “Quem obtém sabedoria ama-se a si mesmo; quem acalenta o entendimento prospera”. A sabedoria leva-nos a tomar decisões melhores e a agir de modo correto em diversas situações. A sabedoria nos ajuda a querer obter conhecimento e, principalmente, a saber usá-lo, algo raro atualmente. Escrevo este texto motivado por duas situações que vi/vivi esta semana.

O primeiro momento que me fez pensar foi um post no twitter de um jovem e proeminente blogueiro cristão. Ao criticar a visão política da esquerda ele usou uma série de desclassificações morais das pessoas. Burro, bêbado, terrorista… Logo ele que reclama tanto dos ad hominem se valeu desse tipo de argumento. Tenho minhas restrições ao pensamento esquerdista, quase tão grande quanto ao pensamento direitista. O marxismo não trará cura à todas as doenças, como no famoso quadro de Frida Kahlo. Porém, é uma posição política que merece pelo menos um respeito intelectual, devido a sua formulação histórica. Quer discordar, use argumentos inteligentes e não chulos. Faltou sabedoria na abordagem do ótimo blogueiro. Dali pra frente, qualquer argumentação perdeu credibilidade. Sobrou arrogância ao se referir ao que não concorda. Muitas vezes esse é um enorme obstáculo que o conhecimento sem a devida sabedoria nos proporciona. Um cara de muito conhecimento que tropeçou feio nele.

O segundo momento que me chamou a atenção aconteceu ao final de uma aula sobre Cosmovisão Cristã com o professor Jonas Madureira. Um senhor pediu a palavra. Sua dúvida/observação nem foi muito pertinente ao tema central, mas foi valiosa. Se o professor nos orientava a ler o nosso mundo o pastor deste senhor não o fez. Visivelmente chateado, o senhor contou sobre uma pregação sobre expiação limitada. Disse que ficou escandalizado com aquilo. Sou calvinista de cinco pontos, porém, o ponto que mais tempo demorei a internalizar foi a expiação limitada. Até hoje ainda tenho certo desconforto com isso. O pastor não pregou nada errado, muito pelo contrário! Agora, será que ele leu bem seu auditório? Será que ele os preparou previamente para que recebessem esta complexa doutrina? Conhecimento não lhe faltou, já sabedoria…

Também não devemos confundir o fato de que sabedoria e conhecimento são coisas distintas com um grave erro que acometeu a igreja nos últimos anos: a anti-intelectualidade. Defendeu-se, de forma absolutamente equivocada, que o estudo da teologia e afins era coisa carnal. Segundo estes “pensadores” o importante era o transcendental, a experiência mística com Deus. O atual cenário do evangelicalismo (e também do catolicismo) mostra que estavam errados. E nem é tão difícil de perceber o erro. A revelação de Deus foi dada através de um livro, e um livro que exige estudo. É claro que todos podem entender a Bíblia, mas é impossível fazê-lo sem estudá-la insistentemente, contando com a iluminação do Espírito Santo. A própria Bíblia dá-nos exemplo de homens estudiosos da Palavra e mesmo de outras disciplinas de conhecimento. Paulo era, além de tudo, um intelectual! Logo, não defendo aqui a negligencia ao estudo. Meu ponto é que conhecimento não leva automaticamente à sabedoria. E vou mais longe: muito conhecimento nas mãos de quem tem pouca sabedoria é algo equivalente a dar uma arma na mão de uma criança. Mais cedo ou mais tarde alguém vai se machucar.

O que fica disso tudo é que mais que ser um catedrático em teologia é necessário ser uma pessoa sábia. Estudar é preciso. Mas, sem a sabedoria que vem de Deus, de nada adiantará todo o seu labor teológico. Qualquer bom ateu saberá tanto quanto você. E não deixará de ser ateu. O próprio Diabo conhece muito da Bíblia… O conhecimento pelo conhecimento nada mais é que um hedonismo intelectual que não nos serve para nada. A sabedoria é preciosa e tem um fornecedor único. Mas não se preocupe, Tiago nos dá uma solução perfeita: “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida”. Esse fornecedor quer muito ver-nos sábios. Antes, precisamos ser humildes para admitir que precisamos que Deus nos dê sua sabedoria. E Ele não tardará em nos atender.

Soli Deo Gloria

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized